Banda Amigos da Barra lança samba para Carnaval 2020

Publicado por:

Categorias

Compartilhar

O Carnaval já está pra lá de quente para a Banda Amigos Da Barra Da Tijuca. Além dos ensaios que acontecem mensalmente na orla da Barra, no Rio de Janeiro, sempre com atrações e de graça, desde novembro, uma vez por mês acontece as feijoadas e apresentações oficiais.

Neste domingo (8), Sérgio Loroza vai apresentar o samba “Parabéns Para Mim Mesmo”, em que ele é o homenageado. Serjão foi convidado pelo presidente da Banda, Fábio Campos, por ser uma figura emblemática e totalmente ligado ao carnaval. Além, é claro, de sua pluralidade de sons, que vai de marchas ao funk, black music e MPB.

Desde o início eu disse: ‘Não mereço, mas aceito’ (risos). Sinto-me honrado em ser homenageado num dos maiores blocos de uma área tão nobre. Enquanto ‘suburbano-raiz’, vi o crescimento desse bairro. Desde o tempo em que se estampava a placa ‘Sorria, você está na Barra’. Já que me convidaram pra ser enredo resolvi me divertir com isso. Fazer até piada, mas comemorar a nossa existência. Afinal é carnaval e eu sou de Madureira, lugar de muito samba e carnaval. Ai a gente mistura charme, soul e funk. Quem diria, eu sendo homenageado? Então resolvi ser o compositor. Mas chamei pra parceria meu amigo Andrezão Dias, pra não ficar tão na caraVirou uma grande brincadeira pré-carnavalesca pra mim. E ainda poder levar alegria pra galera? Estou como?“, conta Loroza.

Este domingo será especial. Carnaval é sinônimo de alegria e isso é o que o homenageado representa para o cenário cultural, musical e artístico brasileiro.

Eu acho o Serjão perfeito nessa sequência de homenagens que a Banda Amigos Da Barra tem ao espírito carioca, como perfil. Ela tem como emblema uma banana, que nos trás brasilidade, a banana é bom humor é deboche. Esta Banda esta marcando a história dos blocos, como irreverente. Eu, Adele Fátima e o Serjão Loroza somos uma linhagem de personagens cariocas, da alegria, do humor, de aproveitar a vida. Ele é um grande artista, um querido, um bom vivant é um bonachão. Perfeito para ser o enredo de um bloco que se preocupa em manter a carioquice viva nas ruas. E mesmo assim trazer essa diversidade de ritmos. Ótima escolha“, fala o eterno padrinho da Banda, Milton Cunha, que já foi enredo também.

Como Carnaval é sinônimo de samba no pé, a banda tem como rainha uma das maiores referências da dança, a ex miss e bailarina Karla Moreno. Traz ainda três musas e musos, que saem na frente do bloco, no dia do desfile.

Uma das mais marcantes características da BAB é a diversidade de ritmos brasileiros, garantindo a cariocas e turistas de outros estados ou de outros países, o melhor da nossa música. Claro que o samba é o principal, mas o sertanejo, o pop, o forró estão inseridos na programação. Sem esquecer o funk, hoje um legado cultural que também marca a cidade do Rio de Janeiro.

Sobre Sérgio Loroza

Sergio Loroza
Foto: Divulgação

Loroza é um velho conhecido das telas, telonas, rádios e carnaval, foi um dos fundadores do Monobloco. O artista frequentava a igreja (Santo Sepulcro), do bairro em onde morava, Madureira. Ali começou a tocar violão. Na sequência, com os amigos locais criou m grupo de teatro, o ComuniArte.

Sérgio Loroza é tão importante nos movimentos blacks, bem como na arte de rua. Sua identidade é tão própria, que com ele sempre esta acontecendo alguma coisa, banda de carnaval, lançamento de cachaça, gravação de seriado, filme e nos palcos cantando. Se firmou como interprete multifacetado, que canta de marchinhas de carnaval a clássicos da MPB e da musica pop mundial, ao black music e funk.

Com seu Projeto Rio Negro, Loroza revisita o “lado b” do movimento Black, colocando sua marca como ele mesmo costuma dizer. “Não quero ser saudosista, quero é ser propositivo. Beber na minha fonte de referências, mas em busca da minha sonoridade”.

Como produtor e realizador cultural, Serjão criou, em 2011, O Baile do Negrão, que acontecia embaixo do Viaduto Negrão de Lima realizando um sonho deste artista em levar shows de qualidade ao bairro onde foi criado: Madureira.

Sem fronteiras, o vozeirão de Loroza coloca todo mundo para dançar, levando seu trabalho a conquistar públicos fiéis em várias cidades do Brasil e da Europa.

Foto: Valéria Martins

Domingo conta ainda com musical “Canta, Canta Minha Gente”

Nos shows deste domingo, além da apresentação do samba enredo da banda de 2020, o projeto musical, “Canta, Canta, Minha Gente“. O espetáculo é um tributo musical aos 80 anos do grande Martinho da Vila. A homenagem é idealizada e executada por dois dos seus netos, Raoni e Dandara.

Na apresentação revisitam décadas dos álbuns do homenageado. Não somente nas suas composições, mas também canções que Martinho gravou neste espaço de tempo.

Raoni Ventapane deu seus primeiros passos musicais na bateria do mestre Trambique na Herdeiros da Vila e hoje é ritmista e compositor da Unidos de Vila Isabel. Foi fundador do grupo DNA do Samba onde se apresentou com grandes nomes como, Dona Ivone Lara, Nélson Sargento e Nei lopes. Acompanha seu avô pelos palcos desde 2008.

Dandara Ventapane, começou na escola da sua família, atualmente é 1ª Porta-Bandeira da União da Ilha do Governador, formada em dança, acompanhou sua tia durante 7 anos como backing vocal ao lado de sua mãe Analimar. Já participou de grandes festivais de música como o Back to Black e hoje em dia é dançarina e backing vocal da cantora Lucy Alves.

Funk também marca presença no evento da Banda Amigos da Barra

Foto: Michelle Albuquerque

Marcando a pluralidade musical do bloco, o funk vai representar todos os outros rimos, além do samba. O MC Théo, que da arte de rua, há 4 anos atrás como dançarino, professor e coreografo de dança de rua passou aos palcos como funkeiro, tendo sua vida marcada pela luta em mostrar que a prática de hoje faz do artista e pessoa, quem ela será amanhã.

No 7º período de direito pelo Pró-Uni, se viu tendo que abandonar os estudos por motivos particulares. Ele voltou no segundo semestre deste ano, depois de uma matéria para o Encontro Com Fatima Bernardes, na Rede Globo. A repercussão lhe rendeu novamente uma bolsa de 100% da Estácio de Sá.

Saído de um orfanato em Caxias, morador do Morro Do São Carlos, viveu uma fase nas ruas e deu a volta por cima. Hoje sobrevive de shows e apresentações em aniversários, casamentos e festas. Este é o quarto ano do MC na Banda Amigos Da Barra.

No repertório, clássicos do ritmo, como o “Rap da Felicidade”, além de alguns hits atuais. Ele fará uma apresentação com Serjão.

Sobre a Amigos da Barra

O Bloco Banda Amigos Da Barra, sob direção do empresário Fábio Campos com 4 anos arrastando uma multidão na Barra Da Tijuca, chegou para trazer alegria e descontração para todos os foliões que curtem bloco de rua, com o pensamento sustentável, de que estamos aqui para abraçar uns aos outros.

Sempre duas semanas antes do carnaval, o clima de descontração invade a praia da Barra, percorrendo a orla com um mega trio elétrico recheado de atrações. Mais que uma banda, mais que um bloco é um movimento cultural que inclui todos os ritmos brasileiros, o sertanejo, o sambalanço, bateria de escola de samba, o funk e claro, o samba, mais carioca impossível! Abanda trabalha com a auto sustentabilidade e promove ações sociais durante o ano.

Apresentação do Samba da Banda Amigos Da Barra

Padano Sertanejo Bar – Avenida Érico Veríssimo, 821 – Barra Da Tijuca, Rio de Janeiro/RJ. Telefone: (21) 96947-0018.

8 de dezembro, das 13h às 20h. Feijoada até as 17h apenas.

Ingresso: R$ 60 (Feijoada + Shows).

Classificação: Menores de 18 anos só com os responsáveis.

Compartilhar

Download WordPress Themes Free
Download Nulled WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
free online course
download karbonn firmware
Download Premium WordPress Themes Free
udemy course download free