Crítica: Quebrando Regras – Tributo a Tina Turner

Publicado por:

Categorias

Compartilhar

O musical “Quebrando Regras – Tributo a Tina Turner – Uma comédia musical” entra na última semana no Teatro Prudential. Protagonizado por Evelyn Castro e Kacau Gomes, o espetáculo que presta uma grande homenagem a uma das maiores vozes dos Estados Unidos fica em cartaz até 22 de dezembro, no Rio de Janeiro.

O ponto de partida é o show que Tina Turner realizou no Maracanã, em 1988. Com um público de 188 mil pessoas, a apresentação histórica é o maior show feito por uma artista solo.

Na peça, Evelyn e Kacau vivem duas fãs completamente insanas de Tina. Mas não é apenas isso que as unem: ambas perderam o ingresso do show. Completamente arrasadas, elas passam a compartilhar suas histórias de vida a fim de descobrir quem é mais fã da diva.

Evelyn Castro - Tributo a Tina Turner
Foto: Sabrina Paz

É necessário exaltar o talento das duas ao fazer imitações caricatas de Tina Turner. Quem tenta copiar os trejeitos da cantora pode facilmente perder a mão. Mas elas sabem dosar e o tributo é, ao mesmo tempo, hilário e bonito de ver.

Mais difícil ainda, seria reproduzir o talento vocal da norte-americana e, mesmo assim, Evelyn e Kacau conseguem dar um show e trazer toda a potência da rainha do rock merece.

No dia 13 de dezembro, Evelyn Castro decidiu passar rápido por uma das cenas e falou que não estava bem naquele dia. Isso ficou visível em outros momentos do espetáculo. Ainda assim, ela soube entregar todas as cenas passeando do humor mais escrachado ao mais sutil e dando um show de interpretação nos momentos mais dramáticos e densos do espetáculo.

As duas dividem o palco com Saulo Segreto, que interpreta vários personagens ao longo do espetáculo. Sua participação é mais discreta, mas nem por isso, de menor qualidade que a de suas companheiras de espetáculo.

A direção de João Fonseca e a direção musical de Tony Lucchesi também são responsáveis pela qualidade do espetáculo. Mesmo pequeno, em relação à estrutura e ao número de atores, o espetáculo parece ser uma megaprodução e que os quatro membros da banda são, na realidade, uma orquestra completa.

Kacau Gomes - Tributo a Tina Turner
Foto: Sabrina Paz

Mas o maior destaque fica para o texto de Stella Maria Rodrigues, que consegue contar a história de Tina de forma criativa ao usar como pano de fundo o Brasil dos anos 80 e comparando ao Brasil de 2019. “Quebrando Regras” não é só um tributo à Tina Turner, mas também ao Brasil.

Para isso, referências da nossa cultura pop não faltam. Seja novelas, como Mandala e Roque Santeiro, a primeira vitória de Senna, a estátua de Bellini no Maracanã ou o icônico Verão da Lata. Em tempos onde as praias trazem manchas de óleo, é sempre acalentador lembrar quando elas traziam latas de procedência duvidosa.

Stella também revela grande sensibilidade ao trazer para um espetáculo cômico temas pesados como racismo, violência contra à mulher e, até mesmo, pedofilia. O texto soube tratar essas questões com a relevância e profundidade que eles pedem sem que, para isso, o espetáculo deixasse de ser uma comédia leve.

Divertido, engraçado, emocionante e crítico, “Quebrando Regras – Tributo a Tina Turner” é uma excelente pedida pra esse final de ano.

“Quebrando Regras – Tributo a Tina Turner – Uma comédia musical”

Teatro Prudential  – R. do Russel, 804 – Glória, Rio de Janeiro – RJ. Telefone: (21) 3554-2934.

De 13 a 22 de dezembro.

Sextas às 20h, sábados às 21h, e domingos, às 20h

Classificação: 14 anos acompanhados de pais e responsáveis.

Duração: 70 minutos.

Ingressos:

Plateia: R$ 70 (inteira), R$ 35 (meia).

Plateia lateral: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Compartilhar

Premium WordPress Themes Download
Free Download WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
Download Premium WordPress Themes Free
free download udemy paid course
download huawei firmware
Download Premium WordPress Themes Free
free download udemy paid course