Ninguém soltou a mão de ninguém na Bienal do Rio

Publicado por:

Categorias

Compartilhar

O especialista em literatura LGBT, Vinícius Fernandes, posicionou-se sobre as polêmicas declarações da prefeitura do Rio de Janeiro em relação a obras expostas na XIX Bienal do Rio. O autor lançou dois títulos sobre a temática no último fim de semana.

Não restou um exemplar das obras de Vinícius Fernandes na XIX Bienal Internacional do Livro do Rio. “Graham: O Continente Lemúria” e “Caminho Longo”, com temáticas LGBTs, foram esgotados das prateleiras no estante a editora PenDragon.

Os lançamentos aconteceram nesse fim de semana na Bienal do Rio e as obras ganharam ainda mais destaque no evento depois da polêmica declaração do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB-RJ). Ele determinou o confisco do HQ “Vingadores – A Cruzada das Crianças”, devido a um desenho, dentro da obra, que mostra um beijo de um casal homossexual. Em vídeo publicado nas redes sociais, Crivella disse que a Prefeitura determinou que o livro fosse recolhido por conter “imagens impróprias” para crianças e adolescentes.

Segundo autor Vinícius Fernandes, as editoras não cederam e colocaram ainda mais as obras com temática LGBT em evidência. “Eu acredito que a literatura está aí para isso mesmo: incomodar. A gente sempre fala ‘ninguém solta a mão de ninguém’ e mais do que nunca esse é o momento. Nós existimos e vamos continuar a escrever e ler histórias sobre diversidade, sem nenhuma censura”, declara Vinícius.

Compartilhar

Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
download udemy paid course for free
download huawei firmware
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy paid course free download