Produtores de teatro encontram ex-ministros da Cultura

Publicado por:

Categorias

Compartilhar

A Associação de Produtores de Teatro (APTR) se reuniu com ex-ministros da Cultura e representantes da cultura brasileira no fim da tarde de hoje (11), no Rio de Janeiro. O encontro/manifesto “Cultura, Liberdade de Expressão e Democracia” discutiu a extinção do Ministério da Cultura e os atuais casos de censura a manifestações artísticas.

O ato abriu com a leitura de um manifesto. “A APTR promove este ato em função da grave situação da cultura no país, que vem sofrendo várias tentativas de cerceamento da liberdade. A liberdade de expressão é um direito constitucional. Não existe meia liberdade”.

“As manifestações artísticas e a liberdade de expressão, em todos os seus aspectos, mantêm saudável o exercício pleno da nossa jovem, porém forte e robusta, democracia, independente de partidos políticos, ideologias e governos. (…) Criticar, discordar, dialogar e estimular a independência das instituições solidifica e amplia a democracia. Com este pensamento, acreditamos que contribuímos através da nossa arte e do nosso fazer cultural para o crescimento e desenvolvimento econômico, social e educacional do país”.

Em seguida, foi apresentado um trecho da peça de teatro “Caranguejo Overdrive”, escrita por Pedro Kosovski. O espetáculo teve suas apresentações censuradas e canceladas no CCBB Rio. Logo depois, o poeta e imortal Geraldo Carneiro fez a leitura do manifesto “A Flor e o Caos”. “Depois que a liberdade foi inventada, a única coisa inaceitável, a única coisa inaceitável é um governo que não aceita que se pense diferente”, leu o poeta.

O primeiro ministro a falar foi Sérgio Paulo Rouanet. O autor da Lei de Incentivo à Cultura (popularmente chamada de Lei Rouanet), compareceu de cadeia de rodas emocionando aos presentes. O ministro evocou a famosa frase de Voltaire, filósofo francês do século XVIII, que exalta a democracia. “Não concordo com uma única palavra do que me dizeis. Mas defenderei até a última gota do meu sangue o teu direito a dizê-lo”.

Em seguida, os outros ex-ministros da Cultura subiram ao palco. A mesa também foi composta pela deputada federal e a Presidente da Comissão de Cultura da Câmara Federal Benedita da Silva (PT-RJ), o deputado estadual e Presidente da Comissão de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Eliomar Coelho (PSOL-RJ) e o vereador e Presidente da Comissão de Cultura do Município do Rio de Janeiro Reimont (PT-RJ).

O ministro Juca Ferreira, do governo Lula entre 2008 e 2010 e do governo Dilma entre 2015 e 2016, não pode comparecer por questões de saúde. Em seu lugar, o secretário de Cultura de Belo Horizonte Marcelo Bones leu um texto. O ministro Roberto Freire, do governo Temer entre 2016 e 2017, também não pode comparecer por questões de saúde.

O ministro Sergio Sá Leitão, do governo Temer entre 2017 e 2018, não compareceu por conta de uma reunião com o governador de São Paulo João Dória.

O Presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) marcou sessão extraordinária na Câmara e, portanto, não pode comparecer.

Ex-ministros da Cultura presentes no evento
  1. Sérgio Paulo Rouanet – ministro do governo Collor entre 1991 e 1992.
  2. Luiz Roberto Nascimento e Silva – ministro do governo Itamar Franco entre 1993 e 1994.
  3. Francisco Weffort- ministro do governo Fernando Henrique entre 1995 e 2002.
  4. Gilberto Gil – ministro do governo Lula entre 2003 e 2008.
  5. Ana de Holanda – ministra do governo Dilma entre 2011 e 2012.
  6. Marta Suplicy – ministra do governo Dilma entre 2012 e 2014.
  7. Marcelo Calero – ministro do governo Temer em 2016.

O Ministério da Cultura (MinC) foi criado em 15 de março de 1985, pelo então presidente José Sarney. Foi extinto em 1990, no governo Collor, se tornando Secretaria da Cultura. Em 1992, o Ministério foi recriada pelo ex-presidente Itamar Franco. Em 2016, o ex-presidente Michel Temer extinguiu a pasta. A decisão, porém, foi revertida, poucos dias depois, após protestos da população.

Em janeiro desse ano, o presidente Jair Bolsonaro extinguiu novamente o ministério, transformando em uma secretaria incorporada ao Ministério da Cidadania, junto com o Ministério do Esporte e o Ministério do Desenvolvimento Social. Na última quinta (7), a Secretaria da Cultura foi transferida para o Ministério do Turismo.

Compartilhar

Download Nulled WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Download Nulled WordPress Themes
ZG93bmxvYWQgbHluZGEgY291cnNlIGZyZWU=
download intex firmware
Download WordPress Themes Free
free online course