Saiba tudo sobre os peelings da moda

Publicado por:

Categorias

Compartilhar

Está aberta a temporada de peelings. No inverno, com as temperaturas mais baixas, a pele que sofreu com o verão exige recuperação e o tratamento mais indicado pelos especialistas são os peelings. Mas você conhece todos os tipos e para que cada um serve? Profissionais esclarecem suas dúvidas e mostram como escolher o melhor para você!

Peeling Nuclear: 

Segundo a esteticista Natalia Nascimento o peeling nuclear ajuda a recuperar a pele danificada pelo sol, poluiçõa e outros fatores externos. “Esse procedimento é maravilhoso para quem está com a pele muito desgastada. Rico em rico em vitaminas, minerais, clorofila, algas marinhas e um ativo chamado fulereno, antioxidante 57 vezes mais potente que a vitamina C. É um detox profundo da pele”, explica. O tratamento leva ainda uma máscara com algas marinhas que ajuda a reduzir a flacidez da pele e as rugas precoces devido à ação do colágeno e dos sais minerais.

Peeling Amazônico: Megan Fox e Gisele 

Naturebas de plantão esse é o peeling ideal para você!!! À base de elementos naturais e, por isso, menos agressiva que outros peelings, é relativamente novo no mercado brasileiro, utiliza plantas nativas da Amazônia na sua composição.

“Ele é diferente da maioria do procedimentos como peeling de diamante e de cristal, pois não utiliza equipamentos, e sim, produtos e manobras manuais. As propriedades desse peeling são obtidas por meio de substâncias naturais, como extrato de camucamu, extrato de caapeba, priprioca, açaí, enzimas bromelina, do abacaxi, e papaína, do mamão”, esteticista Rebeca Lopes, da clínica Bem Bonita (RJ).

A ação do produto já começa a aparecer após 15 minutos de aplicação.O modo de aplicação consiste em três etapas: limpeza profunda com seiva, esfoliação e por fim, uma pasta de enxágue para cessar a ação do peeling e inibir efeitos colaterais, como vermelhidão, ardência e excesso de sensibilidade.

Seu diferencial? Pode ser feito em peles sensíveis, o que é um diferencial quanto a outros tipos de peeling mais agressivos. Ele é recomendado para casos de rugas finas ou profundas, pele ressecada ou áspera, acne ativa ou suas cicatrizes, estrias, manchas mais escuras, ceratose seborreica e suavização de hiperpigmentação da pele. Pessoas de todas as etnias podem fazer, não importa o tipo de pele. Pode ser feito a partir da adolescência, que inclusive é quando começam os casos mais severos de acne.

Peeling Oxigenio: Adriana Galisteu

Ideal para uma limpeza profunda da pele, ele ajuda a retrair os poros, auxilia no controle da oleosidade e é um ótimo anti-inflamatório.  Além de clarear alguns tipos de manchas.

“O resultado é uma pele macia, viçosa, com o aspecto de rejuvenescida. Quem sofre com acne pode apostar nesse tratamento, já que ele ajuda a uniformizar e clarear, de 20% a 85% das manchas”, explica Natalia Nascimento, da clínica que leva seu nome. Não indicado para peles sensíveis e reativas.

Peeling orgânico: Famosos – Yasmin Brunet, Paloma Bernardi, Adriane Galisteu e Vera Viel. 

Realizado com argila do mediterrâneo e ervas, traz benefícios rápidos, mas sem colocar a saúde da pele em risco. Natural, ele ajuda a retirar manchas, acnes, rugas e sinais de envelhecimento. Mantendo a pele sempre jovem e bonita por mais tempo.

“Quem tem medo que a pele fique escamando pode apostar no peeling orgânico. Preparado exclusivamente com argila do mediterrâneo e mais 136 ervas, algumas importadas da Índia”, explica Rebeca Lopes, da Cínica Bem Bonita. Outro diferencial desse tratamento é que ele pode ser realizado também em peles negras, pois não provoca complicações pós-peeling, nem manchas escuras.

Fotos: Divulgação

Compartilhar

Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download WordPress Themes
free download udemy paid course
download lenevo firmware
Download WordPress Themes Free
download udemy paid course for free