Simone & Simaria estrelam campanha contra violência a mulher

Publicado por:

Categorias

Compartilhar

A dupla Simone & Simaria estrela a campanha do Governo Federal. Uma ação da SECOM (Secretaria Especial de Comunicação Social-Secretaria de Governo/PR), para conscientizar as pessoas sobre a violência contra a mulher e divulgar o canal de denúncia, o Ligue 180.  Na campanha, que estreou hoje (25), Dia Internacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, as coleguinhas interpretam a canção “Amor que Dói”, composta especialmente por Pablo Bispo, Sérgio Santos, Ruxell e Winnie.

O vídeo representa exatamente o que acontece diariamente com milhões de mulheres. Elas pensam que estão em uma relação de amor, mas, na verdade, estão sofrendo violência. De todos os tipos. Violência psicológica, cárcere privado, controle financeiro e violência física.

O clipe com a dupla foi inicialmente divulgado de manhã, sem voz e sem canto, como uma forma de protesto. À tarde, foi divulgado o clipe oficial com a música, no canal do YouTube das artistas e em suas plataformas de streaming.

Confira o vídeo

Confira a letra de “Amor que Dói” (Pablo Bispo, Sérgio Santos, Ruxell e Winnie), interpretada por Simone & Simaria:

Por muito tempo eu fiquei calada

Mesmo vivendo tanta coisa errada

Um pesadelo que não tinha fim

Sempre era assim

E essa rosa agora não adianta nada

Mais uma vez, sua desculpa não apaga

As marcas dessa dor que você deixou

E a gente não se olha mais do jeito que se olhava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói

Não é amor (não, não, não, não…)

E a gente não se ama mais do jeito que se amava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói,

Que cala a voz, não é amor…

Eu não calo minha voz

Se for preciso, vou gritar por todas nós

Eu não calo minha voz

Eu não calo minha voz

Se for preciso, eu vou gritar por todas nós

Eu vou deixar meu coração falar

Saber que eu me amo e não vou me calar

Se atinge uma

Atinge todo mundo

Machuca uma

Machuca todo mundo

Você não tá sozinha, não

Então por que não tira a voz do mudo?

E a gente não se olha mais do jeito que se olhava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói

Não é amor (não, não, não, não…)

E a gente não se ama mais do jeito que se amava

Você não toca em mim do jeito que você tocava

Amor que dói,

Quem cala a voz,

Eu não calo minha voz

Vou gritar por todas nós

Eu não calo minha voz

 

Compartilhar