Vitória Guarizo fala sobre a violência policial ao nosso site: “É doentia e não surpreende”

Nesta quarta-feira (3), ela nos atendeu novamente, mas dessa vez para conversarmos sobre um assunto mais sério. A transexual Vitória Guarizo que compartilha sua transição na internet desde os 15 anos comentou a morte de George Floyd.

Floyd foi morto no último dia 25 de maio pelas mãos de um policial. Tal ato gerou comoção internacional devido à opressão sistêmica contra a população negra.

“Uma das coisas que acho mais frustrante nas mídias sociais é o ativismo dos “influenciadores digitais” predominantemente por pessoas da mídia brancas (como eu).

É complicado achar um meio entre se exibir na mídia social de forma que serve a si próprio e ação verdadeira. Mas parte de ser uma influenciadora digita é saber quando falar e quando ouvir, e eu sei que o silêncio branco no momento é mais prejudicial do que a selfie de alguém no protesto.

Essa constante brutalidade sistêmica feita pela polícia é racista, é doentia e não surpreende, digo isso porquê sou transexual e também somos atacados.

Eu ainda estou vendo como praticar ativismo longe das redes sociais.

Vitória Guarizo
Vitória Guarizo

Dinheiro ajuda, estou ajudando como posso. Não me sinto confortável para mandar links pedindo doação, não sei a situação financeira de vocês.

Aos meus seguidores pretos lamento muito que essa seja a sua atual realidade, que você não teve uma escolha a não ser ser definida por isso, para dar sua energia a essa causa.

Espero que as pessoas brancas que você conhece estejam fazendo o que podem para aliviar sua carga. E eu realmente espero que os sistemas mudem para protegê-los melhor. Black Lives Matter.”